Radio Montanhes FM

(35)3853-1722
Facica

Agro

Início da primavera deve ser de altas temperaturas e chuvas irregulares no Sul de Minas, diz meteorologista.

A primavera começou nesta quarta-feira, às 16h21 e segue até o dia 21 de dezembro.

Início da primavera deve ser de altas temperaturas e chuvas irregulares no Sul de Minas, diz meteorologista.
Internet.
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

A primavera começou nesta quarta-feira, às 16h21 e segue até o dia 21 de dezembro. No Sul de Minas, o início da nova estação deve ser de altas temperaturas e chuvas irregulares, que não vão conseguir recarregar os reservatórios de água da região. A meteorologista Anete Fernandes explicou que o início da primavera vai preservar as características da estação anterior.
“Embora a gente comece a primavera com uma passagem de frente fria pelo litoral na região sudeste e isso vai trazer uma redução do calorão dos últimos dias, no início da estação nós podemos ter ainda temperaturas elevadas e baixos índices de umidade no período da tarde. Por outro lado, na passagem desse sistema, nós já podemos ter alguma chuva isolada no Sul de Minas, mas essa chuva apresenta uma irregularidade no início da estação”, explicou Anete.
Ainda de acordo com a meteorologista, no decorrer do mês de outubro a chuva passa a ser mais frequente, por causa de uma contribuição da umidade vinda da Amazônia para a região Central e Sudeste do país.

“Aí temos chuvas mais frequentes, de forma que, até o início de novembro, todo estado de Minas Gerais, inclusive o Sul de Minas já se encontre no período chuvoso”, explicou.

Crise hídrica: A meteorologista falou sobre a crise hídrica no país. Segundo Anete, estas primeiras chuvas da primavera não serão suficientes para recarregar os reservatórios de água. A situação deve começar a melhorar em novembro.“ Como a gente está numa transição, as chuvas podem vir com muito raio e vento, mas em termos de volume será pouca ou então com chuvas volumosas em curto período de tempo. Essa chuva não consegue infiltrar a superfície, ela escoa. As primeiras chuvas da primavera, elas não são suficientes para nós termos a recarga dos reservatórios. Elas servem para que a gente tenha uma melhora na qualidade do ar, uma melhora na umidade e diminuir o calorão. A partir de novembro, essa chuva infiltra no solo e ajuda na recarga dos reservatórios”, afirmou. Segundo dados da Eletrobrás Furnas, o nível da hidrelétrica de Furnas, até o dia 20 de setembro, era de 14,90%. Já o nível da usina Mascarenhas de Moraes é de 14,79%.Em agosto, Furnas fechou o mês com 17,22% de seu volume útil, o pior nível para um mês de agosto em 20 anos. Considerada a maior caixa d'água do Brasil, o lago artificial de Furnas foi criado na década de 1950 para abastecer a Usina Hidrelétrica de Furnas, até hoje uma das mais importantes para a geração de energia elétrica do país. Na época, várias cidades do Sul de Minas foram inundadas e a população precisou ser deslocada. Até hoje, quando a água baixa, é possível reviver o passado e ver ruínas de construções antigas que foram cobertas pela água.

Comentários:

Veja também

Casa Agrícola do Dedé

Envie sua mensagem, estaremos respondendo assim que possível ; )